Resultado de imagem para abdias nascimento

Ator, dramaturgo, jornalista, poeta, escritor, artista plástico, professor universitário, político e ativista dos direitos civis e humanos da população negra. Abdias Nascimento (14 de março de 1914 – 24 de maio de 2011) deixou um grande legado nas mais diferentes áreas. Um dos fundadores do Teatro Experimental do Negro e do jornal Quilombo, participou do ato de fundação do Movimento Negro Unificado (MNU), além de ter sido deputado federal e senador. É considerado o pioneiro do movimento negro no Brasil e um dos maiores defensores da valorização da cultura negra.

Entre 1944 e 1961, o Teatro Experimental do Negro fundia arte, cultura e política na conscientização para as questões do racismo e da discriminação, assim como para a valorização da cultura de origem africana. “Apesar dos obstáculos que lhe foram interpostos, incluindo a clássica acusação de ‘racismo às avessas’, o Teatro Experimental do Negro marcou sua trajetória pelo volume e qualidade de sua atuação no meio artístico e cultural daquela década e do decênio seguinte, como também no cenário político”, explicou Abdias em discurso no Senado em 1998.

Após a edição do Ato Institucional nº 5, em 1968, ficou 13 anos em exílio. Durante esse período, esteve em contato com diversas lideranças negras pelo mundo. “Recuperando a tradição das antigas organizações, a exemplo da República dos Palmares, da Frente Negra e do Teatro Experimental do Negro, o Movimento Negro logo se espalhou pelo país, catalisando o idealismo de uma generosa juventude afrodescendente, com grande incidência dos escassos universitários que enfrentavam na busca de se inserirem no mercado de trabalho as cruéis contradições de nossa ‘democracia racial’”, destacou o ativista.

Após voltar do exílio, liderou a criação do Movimento Negro do Partido Democrático Trabalhista (PDT), o qual ajudou a formar mesmo durante o período no exterior. Foi eleito deputado federal (1983-1987). Suplente de Darcy Ribeiro ao Senado, assumiu o mandato em 1991 e de 1997 a 1999.

“Já tivemos muitos batalhadores pela causa da igualdade racial, mas se quisermos citar uma personalidade que se destacou e cujo trabalho significou muito para a melhora das condições dos menos favorecidos e dos negros, sem dúvida, Abdias merece ser colocado em lugar de destaque. Por isso mesmo é considerado o precursor do movimento negro no Brasil”, exaltou o senador Paulo Paim na apresentação do livro “Grandes Vultos que Honraram o Senado: Abdias Nascimento”, escrito por Elisa Larkin.

Resultado de imagem para abdias nascimento

Em 2001, o ativista foi agraciado com o Prêmio Unesco na categoria Direitos Humanos e Cultura de Paz. “Reconhecedor incansável da riqueza do continente africano, o professor Abdias foi um dos primeiros brasileiros a escrever sobre a influência africana na história no Brasil e a abrir caminhos para que os afrobrasileiros sentissem orgulho de si e de sua história. Sua vida foi acreditar e lutar para fazer um Brasil justo e promotor de direitos”, lamentou a Unesco.

Pra nós, do Ceará Criolo, Abdias Nascimento é como um patrono. Foi numa capacitação sobre comunicação e igualdade racial que levava o nome dele que nós nascemos enquanto portal e coletivo. Hoje, mais do que nunca, é dia de celebrar a vida e a luta de um negro tão icônico.

Saiba mais sobre o legado de Abdias Nascimento: http://www.abdias.com.br/index.htm

Deixe um comentário

Categories: Afrossaberes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *