>
23 de Outubro, 2021
FOTO HEI NASCIMENTO 2

Foto: Hei Nascimento

Adna Oliveira apresenta show GAIA no YouTube

A cantora Adna Oliveira apresenta ao público neste sábado (6/2) o show GAIA. A apresentação acontecerá no canal do Centro Cultural Belchior no YouTube a partir das 16 horas.

Com uma trajetória permeada por trabalhos sociais e mudanças que marcaram a vida pessoal entre o eixo Rio de Janeiro-Ceará, a artista mergulha profundamente em pesquisas e referências musicais para pregar uma mensagem de amor à Gaia (o planeta Terra, segundo a mitologia grega).

O nome Gaia foi uma sugestão da filha e, em 2019, quando a ideia nasceu, Adna trabalhou com uma banda exclusivamente feminina. Hoje, a artista afirma que o atual trabalho dá a oportunidade de falar sobre muitas questões que a incomodam, como a polarização da sociedade, tragédias sociais decorrentes de atitudes do ser humano e a desconexão com a natureza na busca incessante pelo lucro.

O show é formado por quatro canções, reunindo composições de Elcio Oliveira, Seu Jorge, Flaira Ferro, Jonathan Silva e ainda declamações dos poemas “O que é o amor?”, de Luana Florentino, “Inexato”, de Elisa Lucinda, além de trechos da Carta do Índio (1854), do Cacique Seattle, líder indígena dos Estados Unidos que redigiu o documento para autoridades públicas em defesa da terra.

Passado o período da pandemia, GAIA deverá contar com participações especiais de artistas de diversas linguagens refletindo a mensagem de que tudo está conectado, assim como todas as manifestações artísticas.

A apresentação deste sábado terá cerca de 30 minutos será acessível em LIBRAS. Também ficará disponível durante uma semana no canal do Centro Cultural Belchior no YouTube.

QUEM É ADNA
Adna Oliveira é uma cantora independente natural do Morro do Andaraí, no Rio de Janeiro. Cresceu numa família envolvida com a música e participando de atividades de igrejas da periferia carioca. Em 1990, chega em Fortaleza e recomeça a vida atuando em trabalhos sociais através de uma ONG nos bairros, Jangurussu e Bela Vista, e junto aos índios Tapebas, em Caucaia, na região metropolitana da capital cearense.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *