>
3 de Agosto, 2021
arte especial quilombro academico colagem destaque especial 2

Ceará Criolo é finalista do Prêmio ABMES de Jornalismo

Veiculado pelo Ceará Criolo em julho de 2019, o especial Quilombo Acadêmico é um dos finalistas do 4º Prêmio ABMES de Jornalismo. O material concorre na categoria Escrito Regional com outras duas produções, ambas de Minas Gerais e de veículos não-negros de grande porte.

Segundo a organização da premiação, 329 reportagens foram inscritas em seis categorias. Trata-se de um recorde. E somente 18 trabalhos foram selecionados para a final, tendo cada categoria, portanto, apenas três finalistas. Ou seja: o especial do Ceará Criolo já é, pelo menos, o terceiro melhor do Brasil sobre ensino superior, já que a ABMES promove o concurso para valorizar o papel da imprensa no fortalecimento da educação brasileira.

“O Quilombo Acadêmico é um trabalho de fôlego e que foi pensado coletivamente, das pautas à identidade visual, com muito cuidado porque nós tínhamos a consciência de que trataríamos de um tema muito caro à negritude. O acesso à educação sempre foi negado aos nossos ancestrais e nós, do Ceará Criolo, só somos negros pós-graduados, atuantes no mercado e defensores da educação pública de qualidade graças à luta deles. É pelos processos educacionais que a gente sempre resistiu e sempre vai resistir”, afirma um dos fundadores do portal e um dos repórteres do especial finalista, jornalista Bruno de Castro.

O resultado do prêmio será divulgado no dia 6 de agosto, às 18h30min, em cerimônia on-line que também vai comemorar os 39 anos da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES). Os três vencedores na modalidade nacional receberão R$ 15 mil cada. Já os ganhadores da categoria regional, na qual o Ceará Criolo concorre, serão premiados no valor de R$ 10 mil cada.

O julgamento final será feito pelos membros da Academia Brasileira de Letras (ABL) Arnaldo Niskier, Marcos Vilaça e Merval Pereira. Os três também são jornalistas de renome nacional. “Estamos animados e contentes com a alta adesão na 4ª edição Prêmio ABMES de Jornalismo. Não há dúvidas que os profissionais de imprensa merecem o reconhecimento pelo engajamento e transformação social que fazem dia a dia. O prêmio tem ganhado visibilidade e é uma satisfação batermos novo recorde com tantas matérias de qualidade, bem apuradas, que respeitam o leitor e promovem o olhar atencioso para a construção de políticas públicas em prol da educação brasileira”, avalia Sólon Caldas, diretor executivo ABMES.

O Quilombo Acadêmico foi escrito pelos jornalistas Bruno de Castro e Rafael Ayala, e tem identidade visual da publicitária Jéssica Carneiro. O material é dividido em 14 seções e destaca a participação negra no ensino superior brasileiro.

“Foi um trabalho intenso, de semanas de pesquisa, levantamento de dados, busca por boas histórias… É um especial muito importante pro Ceará Criolo porque coroa o nosso primeiro ano de existência, lá em 2019. Então, é muito simbólico nós estarmos hoje, às vésperas de completarmos mais um ano no ar, como finalistas de um prêmio cujo tema é tão central pras nossas discussões. Porque a gente produz uma comunicação antirracista que passa, sobretudo, pela educação”, afirma Ayala.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *