Uma campanha solidária tem movimentado a comunidade africana no Ceará e a população negra local. A mobilização visa arrecadar fundos para o traslado do corpo de Milton Sanca, natural de Guiné-Bissau e que morreu no último dia 25 de abril vítima de um acidente vascular cerebral em Fortaleza. Ele faria 40 anos no próximo dia 4 de junho.

Nas redes sociais, a Associação dos Estudantes da Guiné-Bissau do Ceará (AEGBEC) tem conclamado que “a sua contribuição em qualquer valor será de suma importância” (veja abaixo o card que tem circulado no Instagram e Whatsapp).

Sem ajuda do governo guineense e ainda sem qualquer representação africana em embaixadas no estado, o corpo de Milton Sanca só volta para o país africano de origem do homem se a família dele arcar com todos os custos. E as despesas são bem elevadas, já que esse tipo de procedimento requer cuidados e logística próprios.

O traslado de um corpo do Brasil para o continente africano está estimado em R$ 40 mil. E, juridicamente, não há o que force o poder público – seja em qual esfera for – a assumir a responsabilidade do caso, já que, por lei, só haveria essa obrigatoriedade se Milton fosse brasileiro.

A arrecadação é toda feita por PIX, em contas de amigos e familiares no Bradesco e NuBank. Não há, portanto, até o momento nenhum site ou plataforma de campanha intermediando a coleta dos recursos.

Se você pode colaborar, fique atento aos dados bancários abaixo! Se não tem condições de contribuir, compartilhe. Dar visibilidade à situação também é importante para sensibilizar mais pessoas.

WhatsApp Image 2022 05 04 at 20.22.42
WhatsApp Image 2022 05 04 at 21.20.42
Share.

Leave A Reply