>
26 de Setembro, 2021
Ens2 regina 00000073 1 scaled

Feira Preta lança marketplace para empreendedores negros

A Feira Preta, maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América Lantina, se uniu ao Santander Brasil para lançar sua plataforma de e-commerce, o Marketplace Feira Preta, que irá comercializar produtos e serviços desenvolvidos por negros, indígenas, LGBTQIA+ e quilombolas, entre outros empreendedores de causas ativistas que tiveram seus negócios acelerados pela PretaHub.

ens7 valmir 00001193

Com mais de 500 produtos cadastrados, entre itens de decoração, moda, cosméticos, afro-religiosas e papelaria, o Marketplace Feira Preta tem como foco a criação de uma rede de oferta e demanda que gere valor para diversas famílias, e será lançado com a participação de mais de 150 empreendimentos de todo o país.

Criada por Adriana Barbosa, em 2019, a PretaHub é um hub de aceleração de negócios pretos, que tem em seu guarda-chuva projetos como Afrohub, Afrolab e Casa PretaHub, e que, assim como o marketplace, tem a proposta de ajudar na transformação digital e no crescimento de negócios criados por afroempreendedores na internet.

“Comprar e vender no Marketplace Feira Preta é mais do que comercializar um produto, é acreditar no sonho de uma mulher negra de desenvolver potência da inventividade e criatividade preta. É uma ferramenta que gera valor e constrói um mundo de oportunidades para um futuro preto”, explica Adriana Barbosa, CEO da PretaHub e fundadora da Feira Preta.

“Este é mais um grande passo nesses 20 anos de história. A Feira Preta sempre foi feita a várias mãos, de preto para preto, com o propósito de mudar a realidade dentro da nossa perspectiva. Essa parceria com o Santander nos faz vislumbrar mais possibilidades de sustentabilidade econômica da população negra e queremos transformar o marketplace no maior e-commerce orientado pelas causas ativistas do País”, completa Adriana.

Adriana Barbosa
Adriana Barbosa

O apoio do Santander à Feira Preta nasceu em 2020 e teve como primeira ação a participação da Adriana em uma campanha da marca sobre Seguros e, desde o início, já mirava a construção do marketplace, idealizado também pela Suno. O trabalho do banco com a Feira Preta foca na capacitação e na facilitação do acesso a serviços bancários e plataformas de gestão para os empreendedores da rede Pretahub que também participaram de encontros e workshops focados na digitalização de seus negócios e impulsionamento de vendas com empresas como Google e Facebook.

Segundo Adriana, a proposta do Marketplace Feira Preta vai muito além de apenas criar conexões entre oferta e demanda. Garante que o valor gerado contribua para um futuro mais próspero para grupos marginalizados pela sociedade. “É uma conexão com propósitos”, observa.

Para fazer parte do Marketplace Feira Preta é necessário que os empreendedores interessados tenham participado de uma das 19 edições da Feira Preta ou passado por alguma das acelerações da PretaHub e se cadastrem na plataforma na aba “Quero Vender”.

Para mais informações, consulte o site https://feirapreta.com/

Deixe um comentário

2 thoughts on “Feira Preta lança marketplace para empreendedores negros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *