Beyoncé lança “Black is king”, álbum visual em reverência à cultura preta

Em “Black is king”, Beyoncé faz reverência aos ancestrais pretos africanos. Apesar de (ainda) exclusivo da Disney+, filme já foi transmitido em streaming na madrugada e circula em links de Torrent pela Internet

Enquanto você dormia, a Beyoncé foi lá e fez tudo! Porque a gata não se deita e está empenhada na causa negra real/oficial! Tanto que o novo trabalho – uma reverência ao povo preto e um grito contra o racismo – foi lançado hoje, 31 de julho, Dia da Mulher Africana.

Em parceria com a Disney, o filme “Black is king” já está entre nós. Ele dá vida às músicas do álbum “The Gift”, lançado em 2019 como trilha do remake de “O rei leão”. O trabalho é TODO em ritmos africanos e esta madrugada também ganhou uma versão deluxe, com três faixas bônus, incluindo o hino “Black Parade”, em todas as plataformas digitais.

“Neste álbum visual, eu quis apresentar elementos da história negra e da tradição africana, com um toque moderno e uma mensagem universal, e o que realmente significa encontrar sua auto-identidade e construir um legado. Passei bastante tempo explorando e absorvendo as lições das gerações passadas e a rica história de diferentes costumes africanos”, sintetiza a diva pop.

O primeiro clipe, Beyoncé publicou no IGTV – para driblar o desempenho ruim da plataforma do YouTube, que tem sido alvo de críticas no mercado da música. Foi a primeira artista a fazer isso. E emplacou mais de UM MILHÃO de visualizações para “Already” em minutos.

View this post on Instagram

link in bio

A post shared by Beyoncé (@beyonce) on

O videoclipe foi gravado em Gana, um país africano cujo nome significa “guerreiro”, e conta com a participação de Shatta Wale, um cantor e compositor ganês, que disse: “Obrigado, minha rainha, por acreditar no meu talento e me dar espaço pra compartilhar minha mensagem com o mundo.”

Beyoncé e Shatta Wale

O novo trabalho isola ainda mais Beyoncé como maior artista do mundo da música e celebra a ancestralidade num trabalho histórico e necessário, idealizado e executado por uma mulher negra cada vez mais militante. Como os fãs estão dizendo: “a patroa é ela.”

“Black Is King” é originalmente da plataforma Disney+, mas já foi transmitido ao vivo (às 4 da manhã) por páginas de fã clubes da cantora no Twitter e está circulando em serviços de compartilhamento (como Torrent).

Confira abaixo o cartaz oficial do filme e alguns looks de Beyoncé usados nas filmagens.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support