23 de Setembro, 2020

Carolina Maria de Jesus será publicada pela maior editora do Brasil

Maior editora em atividade no Brasil, a Companhia das Letras anunciou nesta sexta-feira (17/7) que publicará livros de Carolina Maria de Jesus. O trabalho se chamará “Cadernos de Carolina” e vai reunir diários da escritora, sendo coordenado por Conceição Evaristo e Vera Eunice de Jesus, filha de Carolina.

Segundo a Companhia das Letras, a ideia é buscar a integridade dos manuscritos originais. O primeiro título da série será “Casa de Alvenaria”. Obras já conhecidas da autora, como “Quarto de Despejo” e “Diário de Bitita” não integram o projeto.

“Casa de Alvenaria” retoma um título de 1961, mas a edição será completamente refeita e ampliada. “A ideia é que o leitor tenha um registro detalhado e completo da experiência de Carolina após se mudar para o bairro de Santana, e de sua luta pelo reconhecimento como escritora”, adianta a editora.

Agora consagrada como “uma das maiores autoras brasileiras de todos os tempos”, como a Companhia das Letras definiu, Carolina Maria de Jesus passou décadas no anonimato. Teve obras tachadas de “não literatura” pela autointitulada elite intelectual brasileira (branca, por óbvio).

Sessenta anos após o lançamento de “Quarto de Despejo”, inegavelmente o título mais conhecido dela, com inserção inclusive em outros países, a autora ingressa na maior casa editorial brasileira num projeto que terá escritos memorialísticos, romances, poesia, música, teatro e narrativas curtas, entre outros gêneros.

“A editora recuperará os textos de Carolina a partir dos cadernos originais, espalhados por diversos acervos pelo Brasil. Esta iniciativa é um desejo de restituir a voz autêntica dessa grande escritora, trazendo ao público seu projeto literário por completo. É ainda um esforço de reparar a rejeição e estigmatização que Carolina por décadas sofreu dos círculos literários, fruto de um racismo estrutural que lhe negava a presença nesses espaços”, sublinha a Companhia das Letras.

QUEM FOI CAROLINA MARIA DE JESUS?
Carolina Maria de Jesus nasceu em Sacramento, Minas Gerais, em 1914, mas viveu a maior parte da vida em São Paulo. Em cadernos que encontrava no lixo, reaproveitava ou adquiria com grande dificuldade, deixou uma extensa produção literária. Alcançou o sucesso com o livro Quarto de despejo: Diário de uma favelada (1960), organizado pelo jornalista Audálio Dantas, mas muitos de seus escritos permanecem inéditos ou fora de circulação há décadas.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support