Dossiê analisa participação negra nas eleições

Documento pode ser acessado gratuitamente e expõe a necessidade de mais negros e negras ocuparem a política. Representatividade/diversidade precisa aumentar

O coletivo Enegrecer a Política disponibilizou nesta quarta-feira (14/10) dossiê no qual analisa a participação negra nas eleições municipais de 2016. A divulgação do estudo foi feita na abertura do I Encontro Nacional de Candidaturas Negras, voltado ao pleito deste ano, também municipal.

Em 106 páginas, o panorama político é apresentado considerando os 33 partidos políticos existentes à época no Brasil. De cada 100 candidaturas, apenas oito eram de indivíduos autodeclarados negros ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Cenário diametralmente oposto, portanto, à composição racial brasileira, hoje em maioria negra.

Sete organizações e movimentos elaboraram o dossiê, quais sejam: Bigu Comunicativismo (PE), Blogueiras Negras, Coletivo de Mulheres Negras
Maria-Maria – Comunema (PA), Fórum Marielles (BA), Mulheres Negras
Decidem (RJ), Observatório Feminista do Nordeste (NE) e Rede Nacional de
Feministas Antiproibicionistas – RENFA.

“As principais ações do projeto se pautam em: mapear candidaturas
e criar redes de apoio; levantar dados; e influenciar a sociedade.
Com intuito de entender melhor o cenário político atual, o Enegrecer a
Política lançou o Mapeamento de Candidaturas Negras 2020, para o qual
recebemos a inscrição de mais de 400 candidatas e candidatos de todo
o Brasil, desde quilombos rurais até periferias urbanas, com respostas
sobre condições, dificuldades e anseios das candidaturas atuais”, enaltece o documento.

Para baixar (de graça) o dossiê, clique aqui.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support