20 de Setembro, 2020

“Pequeno manual antirracista”, de Djamila Ribeiro, lidera vendas no Brasil

Djamila Ribeiro é filósofa, já foi homenageada na França e é hoje uma das principais vozes antirracistas do Brasil. Ela tem outros dois livros no Top 10

Em meio à onda de protestos contra a desigualdade racial em diversos pontos do mundo, é justamente um livro sobre antirracismo o mais vendido do Brasil em junho.

Escrito pela filósofa Djamila Ribeiro e lançado pela Companhia das Letras, a maior editora do país, o “Pequeno manual antirracista” está no topo do ranking do mercado editorial.

O livro é curtinho, tem menos de 100 páginas, mas extremamente potente. E entrega o que se propõe: ser, de fato, um manual prático com tópicos claros e diretos sobre a desconstrução do olhar colonial que todos temos (todos MESMO).

Em algumas lojas virtuais, o e-book é encontrado por menos de R$ 15. “A mãe da Thulane, uma mulher preta, é a autora que mais vende livros no Brasil. Chora, Brasil colonial! É histórico”, comemorou Djamila em post no Instagram, rede social na qual ela tem 869 mil seguidores.

Não bastasse o Top 1 isolado, ela ainda emplaca “Quem tem medo do Feminismo Negro?” em quinto lugar e “Lugar de Fala” em décimo. Três posições no Top 10 brasileiro.

“Essa notícia não é uma conquista só para mim… É uma conquista para todos os grupos com quem converso, troco e aprendo. É uma conquista para meus ancestrais, para quem pavimentou o chão para que minha geração pudesse pisar. Já nos ensinou Lélia González, nosso legado não é somente de dor, mas um legado de luta e resistência.”

View this post on Instagram

O LIVRO MAIS VENDIDO DO BRASIL É DE UMA MULHER PRETA! . Após meses na lista de mais vendidos no Brasil, "Pequeno Manual Antirracista" chega ao primeiro lugar de livro mais vendido! E tem mais: "Quem tem medo do Feminismo Negro?" está em quinto lugar e "Lugar de Fala" em décimo. Ou seja, meus três livros estão na lista best seller. Um chocolate, como diriam no futebol. Estou muito feliz! Estamos diante de um momento histórico. Desastres mundiais e crimes hediondos ganham notoriedade e trazem à tona um contexto já sabido há muito tempo. Acompanhamos com profundo pesar os últimos acontecimentos, seguido por uma motivação ainda mais forte de continuarmos lutando na convicção da luta justa. Quem me acompanha há algum tempo sabe do meu compromisso para a ampliação das vozes negras, nos mais diversos formatos. A realidade não é natural e, nesse sentido, precisamos interpretá-la e seguir fazendo uma disputa de consciência. Antirracismo é prática diária e todas nós temos muito para aprender e construir. Fiz uma escolha política de falar de perspectivas negras. Uma autora que não tem medo de refutar a neutralidade epistemológica e de valorizar os saberes negros. Que pergunta na capa do livro: quem tem medo do Feminismo Negro? Essa notícia não é uma conquista só para mim… É uma conquista para todos os grupos com quem converso, troco e aprendo. É uma conquista para meus ancestrais, para quem pavimentou o chão para que minha geração pudesse pisar. Já nos ensinou Lélia González, nosso legado não é somente de dor, mas um legado de luta e resistência. Quero agradecer a cada um de vocês que me acompanham, leem e que compraram esse livro que é tão especial para mim. Agradecimento especial ao meu editor Ricardo Teperman. Continuamos! A filha do seu Joaquim e da D. Erani, a primeira da família a ter acesso ao ensino superior, fruto de luta dos Movimentos Negros; filha de Oxóssi com Iansã, filha espiritual de @rodneywilliam2018, a mãe da Thulane, uma mulher preta é a autora que mais vende livros no Brasil. Chora, Brasil colonial! É histórico! . . . Ps: Com três livros na lista já posso pedir música no Fantástico? 🤣

A post shared by Djamila Ribeiro (@djamilaribeiro1) on

TEMAS DO LIVRO.
Informe-se sobre o racismo.
Enxergue a negritude.
Reconheça os privilégios da branquitude.
Perceba o racismo internalizado em você.
Apoie políticas educacionais afirmativas.
Transforme seu ambiente de trabalho.
Leia autores negros.
Questione acultura que você consome.
Conheça seus desejos e afetos.
Combata a violência racial. Sejamos todos antirracistas.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support