Torto Arado bate os 70 mil exemplares vendidos

Aclamado por público, crítica e premiações desde que foi lançado, em 2019, o romance Torto Arado, do baiano Itamar Vieira Junior, superou a marca dos 70 mil exemplares comercializados. Mais da metade disso somente no último trimestre.

Em novembro e dezembro de 2020 e janeiro deste ano, o livro vendeu 45 mil cópias (entre versões impressas e digitais). Foi catapultado pela vitórias no Jabuti e Oceanos, os dois principais prêmios da literatura brasileira. Antes disso, já havia vencido o Leya, honraria concedida em Portugal.

A alta vendagem é algo incomum no mercado literário dos últimos anos. Um projeto com mais de cinco mil exemplares comercializados, por exemplo, já é considerado com um bom desempenho. Itamar, portanto, ultrapassa esse patamar em 14 vezes. Na Amazon, a obra não sai do topo das mais vendidas desde a vitória do Jabuti.

O boom nas vendas também coincide com o sucesso da obra nas redes sociais. Entre intelectuais, celebridades e fãs de Itamar, o livro é quase unanimidade em postagens a respeito da história das irmãs Bibiana e Belonísia.

A história se passa no interior sertanejo da Bahia e tem uma trama extremamente poética num ritmo acelerado de acontecimentos que misturam elementos afro, fé, dramas familiares, racismo, escravidão e crítica social.

No último dia 15 de fevereiro, Itamar participou do Roda Viva, um dos programas de entrevistas mais tradicionais da televisão brasileira, transmitido pela TV Cultura há quase 30 anos, e deu detalhes de como Torto Arado foi produzido.

Para saber mais sobre as vendas de Torto Arado, clique aqui.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *