AFROSSABERES

8 AUTORES NEGROS BRASILEIROS PARA VOCÊ LER

Quantas(os) autoras(es) negras(os) você já leu?  Ou melhor: quantos autores(as) você leu e sabe que eram/são negros(as)?  Tem nome importante da literatura brasileira que é preto e muita gente nem imagina.  Pra você não ser parte dessa estatística, a gente apresenta alguns desses escritores. 

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu em 1839, no Rio de Janeiro. Fundou a Academia Brasileira de Letras em 1886, da qual foi o primeiro presidente. Suas publicações mais famosas são: Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba.

Machado de Assis (1839-1908) 

Além de escritora, foi jornalista, teatróloga, tradutora e pesquisadora da Literatura Oral. Alcançou projeção nacional com o romance Água Funda, em 1946. A obra se passa no interior de Minas Gerais, onde senhores e sinhás contam “causos”.

Ruth Guimarães (1920-2014) 

LUIS GAMA (1830-1882)  Em 1856, publicou Primeiras trovas burlescas de Getulino, no qual está o poema “Quem sou eu” – que expõe o racismo no Brasil.

Publicou o primeiro romance, Ponciá Vicêncio, em 2003. Em 2007, publicou Becos da Memória, livro que aborda o drama de uma comunidade favelada em processo de remoção. O livro mais recente é Canções para ninar menino grande, lançado em 2018.

Conceição Evaristo (1946-)

  Em 1893, publicou Missais – poemas em prosa – e Broqueis, conjunto de poemas. Suas últimas obras publicadas foram Evocações (1898), Faróis (1900) e Últimos sonetos (1905).

Cruz e Sousa (1861-1898) 

A primeira publicação literária só aconteceu em 1978, com a novela Negão Dony. Foi reconhecida pela crítica literária baiana com a obra A mulher de Aleduma, lançada em 1985. Esse livro gerou repercussão internacional.

Aline França (1948-)

A primeira publicação foi o conjunto de contos Malungos e Milongas, em 1988, para o centenário da Abolição. “Orukomi – meu nome” foi o livro mais recente, lançado em 2007.

Esmeralda Ribeiro (1958-)

Água Negra foi o livro de estreia e vencedor do Concurso Literário do Banco Capital de 2011, na categoria Poesia. A publicação mais recente foi As férias fantásticas de Lili, em 2018.

Lívia Natália (1979- ) 

Obrigada(o) por chegar até aqui!