>
3 de Agosto, 2021
programacao consciencia negra ceara criolo 01 01 e1542069036905

Fortaleza recebe programação do mês da consciência negra

Em alusão ao mês da consciência negra, Fortaleza recebe diversas iniciativas espalhadas pela capital com o intuito de promover a conscientização antirracista e a igualdade racial desde o âmbito escolar, até as mais diversas instituições e organizações públicas e privadas. Acompanhe aqui o calendário das iniciativas, marque em sua agenda e programe-se para participar:

  • I Jornada de Ações Negras (12 e 13 de novembro)

I Jornada De Ações Negras JAN Carolina Maria de Jesus 2Inicia nesta segunda-feira, 12, a I Jornada de Ações Negras, ação auto-organizada de produção negra, e que em sua primeira edição homenageará a escritora Carolina Maria de Jesus, com o tema: “Carolina Maria de Jesus, das quebradas às universidades. Para não esquecermos de onde viemos. O Povo Negro (re)existe!”.

Na segunda, dia 12, às 14h, acontece a mesa de abertura com homenagem à Carolina Maria de Jesus na presença de diversos movimentos sociais e antirracistas, no auditório Rachel de Queiroz. Na ocasião, será debatida a importância da Lei 10639, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana nas redes públicas e particulares da educação, com a prof. Sandra Petit, Prof. Henrique Cunha e Kim Lopes.

Na terça, dia 13, às 17:30hs na UECE Itapery, haverá uma mesa sobre Carolina Maria de Jesus e processos de invisibilidade, a qual contará com a participação de Cícero Catador, da Prof. Zelma Madeira e de uma estudante de História da UECE.

Confirmar presença no Facebook aqui.

Inscrições abertas aqui.

  • Antirracismo e a Lei 10.639: análise e perspectivas na formação de professores(as) (16 de novembro)

Antirracismo e a Lei 10.639 análise e perspectivas na formação de professoresasO encontro da CASa (Comunidade de Cooperação e Aprendizagem Significativa-UFC), projeto voltado à formação de docentes, discute em novembro o Antirracismo e 15 anos da lei n. 10.639: análise e
perspectivas na formação de professores(as). O encontro contará com a mediação do professor Dr. Eduardo Vinícius Mota e Silva. O professor Dr. Henrique Cunha Júnior e as professoras Ms. Arliene Stephanie Menezes Pereira e Cristiane Souza da Silva comporão a mesa de discussão do evento.

A lei que inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da presença da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Africana” entrou em vigor em 2003 e representa uma vitória para os movimentos sociais, em especial o Movimento Negro. O evento acontecerá na próxima sexta-feira 16 de novembro, às 14 h, no Auditório da Biblioteca Central do Campus do Pici.

 

  • Africanidades em sala de aula (21 de novembro)

africanidades em sala de aula mes consciencia negra ceara crioloDia 21 de novembro, a Fundação Demócrito Rocha e Editora Dummar promovem uma mesa-redonda para discutir os avanços e os desafios no ensino da história e da cultura afro-brasileira e africana nas escolas. O debate gira em torno da Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana nas redes públicas e particulares da educação. O convite é aberto a professores e pesquisadores.

Em 15 anos, a população negra brasileira conheceu muitos avanços por meio de políticas afirmativas, no entanto, ainda há muito a fazer por parte da escola e da sociedade a fim de consolidar o reconhecimento da cultura negra para a formação da nossa sociedade.

Os debatedores do tema serão:
Franck Ribard – professor do Departamento de História da UFC
Maria Corrêa – coordenadora do projeto “A Cor da Cultura”, do Canal Futura
Marcos Vinícius – educador da rede estadual de ensino

Os participantes receberão certificado emitido pela Fundação Demócrito Rocha. Para realizar sua inscrição, preencha o formulário aqui.

  • II Semana da Umbanda de Sobral (14 a 17 de novembro)

Semana da UmbandaeditRealizada pelo Centro de Umbanda Macaia do Caboclo Pena Verde, a II Semana da Umbanda de Sobral acontece do dia 14 a 17 de novembro, na cidade de Sobral-CE. A semana responde ao tempo de intolerância crescente, e tem como objetivo tornar a Umbanda, religião essencialmente brasileira, conhecida em seus fundamentos, respeitada em sua prática e reconhecida em seu valor religioso e cultural.

A Umbanda nasce no Brasil em 15 de novembro de 1908, dentro de uma Casa Espírita. Através do médium Zélio Fernandino de Morais, em Niterói, Rio de Janeiro, o Espírito das Sete Encruzilhadas, anuncia a chegada de um novo tempo. E nasce a Umbanda, cultuando de maneira própria pretos e índios.

Em pouco tempo espalha-se pelo Brasil e chega a Sobral, onde exerce grande influência na formação cultural do nosso povo em um processo sincrético que se desenvolve em meio à hegemonia do catolicismo. Herdamos traços do catolicismo, do espiritismo e do candomblé, mas foi gerada em nós “um rosto próprio”, uma identidade. Não se sabe exatamente quantos Terreiros de Umbanda existem em nossa cidade, mas, sabe-se que o número de Casas de Umbanda é bem maior do que se possa imaginar.

A cara negra do IFCE – Exposição Fotográfica (19 a 23 de novembro)

A exposição, idealizada pelo NEABI (Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas), acontece no fim de novembro e reúne trabalhos artísticos de fotógrafas(os) que retratam corpos negros e tangenciam a temática da identidade racial, circunscritos aqui no Ceará. Durante a exposição, haverá também a apresentação de danças africanas, rodas de conversa, coral de canto popular do IFCE, performances e muito mais.

O evento acontece no pátio central do IFCE Fortaleza entre os dias 19 e 23 de novembro.

_________________________________________________________________

Quer compartilhar algum evento conosco no mês de novembro? Envie uma sugestão para [email protected]

 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *