A cientista social e criadora de conteúdo Neggata vai lançar o NeggataPod, um videocast de entretenimento e cultura. A estreia da primeira temporada aconteceu no dia 23 de novembro e o programa seguirá em exibição até o dia 21 de dezembro. Além do videocast, a versão somente em áudio também está disponível nas principais plataformas de streaming. Durante o podcast, a influenciadora recebe, além de outros criadores de conteúdo, artistas de diversos segmentos, de poetas a fotógrafos, como Mel Duarte e Roger Cipó, entre outros convidados de peso. No programa de estreia, o papo foi regado à muita conversa sobre cultura e teve até declamação de poesias com o trio Bia Ferreira, cantora, compositora e multi-instrumentista; Lorrane Caroline, estudante de Direito, irmã e social media de Neggata; e Jonathan Ferr, pianista e compositor.

O uso do recurso de imagem nos podcasts, que são naturalmente programas de áudio, têm feito cada vez mais sucesso e conquistado públicos cada vez maiores. Consequentemente, os videocasts também têm atraído o interesse das marcas, que têm aberto diálogo com criadores que trazem desde propostas irreverentes até grandes polêmicas. E essa é a nova aposta de Neggata, que cria conteúdo na internet desde 2014, quando viralizou com o projeto #AhBrancoDaUmTempo, que lhe rendeu até mesmo uma participação no programa “Encontro com Fátima Bernardes”.

Em 2021, Neggata foi selecionada para o #YoutubeBlackVoices (Vozes Negras), projeto dedicado a destacar e promover o crescimento de criadores e músicos negros no Youtube.

“O público vai poder ver uma Neggata mais leve, mais madura, mais potente, mais forte e, pela primeira vez, o meu lado criativo, produtor. A militante que há anos é conhecida no YouTube sempre vai existir, mas também as minhas subjetividades e o meu lado engraçado. E acredito que o videocast é um formato interessante para conseguir transmitir isso através da imagem. As pessoas querem ver quem é que está por trás daquela voz, qual sentimento de verdade ela sentiu na hora que recebeu aquela pergunta e a expressão, o que fica limitado apenas com o áudio”, complementa a cientista social.

Confira o primeiro episódio:

Share.

Leave A Reply