15 de Abril, 2021
desfilelab

Desfiles da SPFW passam a ter cota racial obrigatória

Principal semana de moda do Brasil, a São Paulo Fashion Week passa a ter a partir deste ano cota racial obrigatória para os desfiles. Isso significa que pelo menos 50% dos/as modelos devem ser da etnia negra, indígena ou afrodescendentes (de consaguinidade até, no máximo, segundo grau).

A medida já vale para a edição deste ano, que acontece na próxima semana, de forma virtual, celebrando os 25 anos do evento. Todas as marcas deverão indicar à organização da SPFW os nomes de cada modelo para conferência do cumprimento da norma.

A empresa que descumprir a cota obrigatória estará fora da próxima temporada de desfiles. Até a edição do ano passado, a São Paulo Fashion Week apenas recomendava aos responsáveis pelo casting que pelo menos 20% dos/as modelos fosse negra, indígena ou afrodescendente.

Todas as marcas já foram comunicadas formalmente da decisão em documento enviado pela organização da semana de moda. A decisão da SPFW é inédita e pode colocar o evento como o primeiro do gênero no mundo a ter uma política afirmativa própria.

Ao jornal Folha de São Paulo, a SPFW disse que também está discutindo medidas internas para garantir a proporcionalidade étnico-racial também nos bastidores do show.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *