Conhecido por atuações em novelas globais, o ator Thiago Thomé agora também é escritor. Ele estreia na literatura com “E se desse pra denegrir?”, obra na qual narra a trajetória de uma família negra rica que resolve inverter a ordem social de um país promovendo uma verdadeira revolução racial e tendo como aliadas a tecnologia e a ciência.

unnamed 1
Capa do artista Pandro Nobã

Uma mãe e cinco filhos somam talentos e habilidades profissionais para conseguirem trocar de lugar com os principais líderes das estruturas sociais, igualando as relações de poder e oportunidades entre brancos e negros e revolucionando as organizações sociais ao melhorar, drástica e necessariamente, as condições de vida da população preta. Com isso, os protagonistas interferem na mídia e na política do país.

O texto é dinâmico e repleto de adrenalina. É uma ficção que traz a importante reflexão sobre as relações de poder e submissão entre as raças. Veloz, intensa, científica e atualíssima, a história criada por Thiago presenteia o leitor com uma oportunidade de enxergar o cotidiano com olhar mais crítico e humano ao mesmo tempo. O livro debate ainda temas como racismo, candomblé, conflitos individuais, indústria farmacêutica, intergêneros, relações interraciais e mais.

Escrito inteiramente na pandemia, foi a chance que Thiago teve para conquistar o feito de escrever seu próprio livro, um desejo antigo. “Já tinha tentado escrever um livro outras duas vezes, mas nunca conseguia me dedicar pela correria da rotina. Aproveitei o tempo ganho com a paralisação inicial provocada pela pandemia e escrevi”. Thomé criou uma espécie de ritual: acordava todo dia às três da madrugada (bom horário para o processo criativo), acendia o cachimbo (em memória ao pai, fumante) e bebia um copo de cachaça (acompanhado de um copo d’água e uma caneca de café) com a meta de escrever 1.500 palavras por dia.

O curioso é que, na vida pessoal, o artista não consome bebida alcoólica nem fuma. “Criei esse sistema e, de certa forma, era um momento de me conectar com minhas origens, minha ancestralidade, me ajudando na inspiração para compor a história. Quase como se o Thiago escritor fosse um personagem novo e esse ritual me ajudasse a conectar com ele”, conta o autor.

O livro tem 252 páginas e tem cópias físicas e digitais publicadas pela Approach Editora.

SERVIÇO
Livro “E se desse para DENEGRIR?”
Tiragem inicial: 500 exemplares
Preço sugerido: livro físico R$52,00 / e-bookR$14,90
Autor: Thiago Thomé
Editora: Approach Editora
Capa: Pandro Nobã.

PARA MAIS NOTÍCIAS SOBRE FAMOSOS, CLIQUE AQUI.

Share.

Leave A Reply