>
16 de Outubro, 2021
TZ9XXN3

Curso de inglês afrocentrado é oferecido gratuitamente para 600 mulheres negras de todo o Brasil

Curso tem campanha de financiamento coletivo em andamento. Já arrecadou 84% do valor e precisa até HOJE de mais colaborações para atingir as metas propostas

Desenvolvido por cinco professoras num trabalho voluntário, o curso de inglês afrocentrado “Winners” (vencedoras, em tradução livre) faz parte do Ela Mandela. O projeto conta com aulas on-line, tutorias e produção de material com referências da história e cultura africana e afroamericana.

O curso teve início em julho e hoje atende a 600 mulheres negras de todo o Brasil. O desafio agora é garantir a oferta da formação por seis meses, remuneração das aulas e financiamento da produção de conteúdo e material desenvolvido para fortalecer a auto-estima das alunas e ampliar o conhecimento cultural e histórico de suas raízes.

Para isso, foi criado um Crowdfunding (campanha de financiamento coletivo) no site Benfeitoria em que qualquer pessoa pode colaborar com quantias a partir de R$ 10 e receber recompensas.

O Ela Mandela iniciou seu trabalho nas redes sociais e agora quer ampliar a oferta de cursos gratuitos com conteúdos voltados para formação de mulheres negras através do letramento identitário e do mindset afrocentrado.

O curso de inglês é o primeiro deles, pois o conhecimento da língua inglesa é uma ferramenta essencial, poderosa e necessária para que mulheres negras acessem diferentes espaços sociais e tenham outras oportunidades de vida. A capacitação foi pensada para agregar ao aprendizado a tão necessária representatividade, com professoras negras e materiais que incluem recursos literários e audiovisuais em que protagonizam lideranças femininas negras.

A campanha de financiamento coletivo já arrecadou 84% do valor para financiar o curso para 100 mulheres e precisa de mais colaborações para atingir as metas propostas. Até esta segunda-feira (31/8), precisam ser arrecadados os valores necessários para garantir seis meses de curso on-line e material digital para as 600 alunas.

As participantes recebem vídeo aulas, assistem a live semanal aberta pelo canal do YouTube, interagem pelas redes do projeto e somam ao aprendizado as atividades escritas e interações com o feedback das professoras. Os relatos das alunas nas redes sociais comprovam os resultados positivos desta iniciativa inovadora e necessária!

Responsável pela iniciativa, a educadora e empreendedora Fabiana Côrtes Carvalho explica o sucesso da procura pelo curso. “Acredito que, como todas elas, sempre sofri com a falta de representatividade nos livros didáticos e tive que aprender a desenvolver meus próprios materiais para contemplar a diversidade racial.”

Clique aqui para ajudar na campanha de arrecadação de fundos.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *