>
4 de Dezembro, 2021
6d

O que é “pivotar a carreira”?

Em 2020, muito se falou sobre propósito. Com a pandemia, uma parcela da população passou a trabalhar em home office, o que contribui para misturar ainda mais a vida pessoal com a profissional. Antes, se fazia necessário separar ao máximo essas duas coisas, mas, a cada dia, essas facetas se unem com uma única finalidade. Isso fez com que muitas pessoas reavaliassem a própria trajetória profissional para que fosse possível adequar o trabalho ao novo momento de carreira e de vida.

Mas, afinal, fazer mudanças, (re)definir propósitos e entender o que de fato é importante requer autoconhecimento. Na vida pessoal, em geral, nós já fazemos isso com naturalidade. Para aplicar no trabalho, não pense que é necessário ignorar tudo o que fez até então.

Nesse contexto, pivotar a carreira – vulgo, mudar radicalmente o rumo do trabalho – é o movimento natural. Muito utilizado em alguns esportes, o termo pivot remete a um jogador ágil, que consegue mudar drasticamente para uma direção não habitual. Pivotagem de carreira nada mais é do que uma mudança de profissão, que se soma à sua carreira, acompanhando seus aprendizados, gostos e vontades.

Lisiane Lemos é advogada por formação e especialista em Transformação Digital por paixão. Começou a carreira como estagiária na área jurídica, atuou na Procuradoria Geral de Pelotas e no Tribunal Regional do Trabalho de Porto Alegre. Depois, foi para Moçambique, onde desenvolveu sua liderança na Aiesec e trabalhou em diferentes frentes, principalmente vendas. Foi após essa última experiência que migrou para Tecnologia e se especializou em Marketing e Transformação Digital. Confira as dicas da executiva para pivotagem de carreira:

Busque autoconhecimento
A felicidade, por vezes, está associada ao dinheiro e, por conta disso, muitas pessoas acabam optando por profissões que são mais bem pagas sem considerar se é o que realmente gostam. “Em um mundo globalizado e com inúmeras possibilidades de se dedicar a um nicho, é mais fácil percorrer diferentes setores e encontrar uma forma de ter seu trabalho valorizado independente das suas escolhas. É um clichê, mas, de fato, trabalhe com o que você ama e nunca mais precise trabalhar”, diz.

Identifique sua vocação
As grandes conquistas e mudanças na carreira de Lisiane surgiram após um intercâmbio em Moçambique, na África, em que pôde desenvolver sua liderança. Ao entrar em contato com o mundo corporativo e desempenhar tarefas diferentes das que fazia enquanto estudante de Direito, notou seu talento. “Percebi que tinha vocação para a área de vendas e que aquele era o meu desejo para mudança de carreira”, lembra.

Pesquise possíveis caminhos
É dado o momento de pivotar! Mas, primeiramente, pesquise, busque informações e analise qual o melhor caminho a prosseguir, se um curso, uma aplicação em outra empresa ou se basta colocar em prática conhecimentos que já tem. “Eu sou formada em Direito e quando comecei a migrar para a área de Tecnologia, fiz um MBA em Gestão de TI”, conta.

Organize os próximos passos
Após fazer a análise sobre o melhor caminho a seguir, é preciso dar início ao passo a passo. Avalie desde os recursos financeiros para fazer essa transição até o plano de carreira para alcançar seu objetivo. “Não meta os pés pelas mãos. Converse com pessoas que podem te ajudar a fazer essa mudança e a definir um plano de carreira. Pesquise sobre salários, possíveis mentorias e deixe as finanças em ordem”, conclui.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *